segunda-feira, junho 02, 2008

Mais sobre Aécio e a mídia

Meu amigo Pirata reproduziu no site do Fausto Wolff o vídeo produzido pelo Daniel Florêncio para a Current TV, que eu postei aqui antes.

No seu texto, que pode ser lido na íntegra clicando-se aqui, o Pirata relembra que não são de hoje as relações mal-explicadas entre aecinho e a mídia... vejam:

"(...)
em 2.000, o presidente da câmara era aecinho.

$inhá mídia, qual hoje, só fechando no vermelho.

à época, todos os barões de $inhá mídia foram à Brasília, e, praticamente de joelhos, imploraram a aecinho a aprovação da lei de nr. 222.

tal lei permitiria a venda de até 30% das ações de seus veículos para grupos estrangeiros – o que daria aos baronato$ midiáticos um 'oxigênio' e tanto.

(* só para exemplificar, a revista veja, aprovada a lei, associou-se, primeiro, a um grupo midiático de oposição ferrenha a Hugo Chávez; pouco depois, ao atual parceiro, um grupo midiático da África do Sul, conhecido, também, por suas campanhas PRÓ-apartheid.
tutti buona gente...
muito importante: o percentual permitido para a venda de ações - repetindo, de 30% - já foi ultrapassado, mas o congresso até hoje finge entender a confusa matemática apresentada pela revista para explicar as negociações...)

voltando a 2.000.

nunca vira, desde então, aecinho trabalhando tanto, mobilizando tanto.
a lei, enfim, foi aprovada – em regime de "urgência urgentíssima".

é preciso, me diz, ser "gênio", ou, sei lá, "espírito de porco", pra ter a certeza de que ninguém se prestaria a um esquema desse se não tivesse algum equivalente interesse?
(...)"

5 comentários:

Glauco disse...

Completando a informação postada no Blog. O PT e a oposicao na época aprovaram integralmente, tanto na camara quanto no senado, a PEC 222. (O PDT foi o único a votar contra).

Atrelar a aprovacao da medida a Aécio Neves e não a todos os atores envolvidos é ato não de um "genio", mas de um "espirito de porco"

De tendencioso ja basta o PIG...

Clarice disse...

prezado, uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa, pera lá.

eu sei que, felizmente, o aécio não vale nada mas não consegue nada sozinho. e também sei que, infelizmente, o pt também faz das suas lambanças. acho que neste blog, principalmente diante dos últimos acontecimentos, está claro que não digo amém para tudo que o pt faz...

mas esse blog é contra o aécio, logo o foco é nele. quem votou ou deixou de votar pela aprovação da medida não muda em nada o papel desse senhor no episódio, ele era o presidente da câmara e ele articulou muito bem, é esse o fato.

Glauco disse...

meu intuito foi somente de acrescentar informação ao texto postado. Apesar sim de sua grande mobilização ficou parecendo que o Sr. Aécio Neves foi o grande responsavel pela aprovacao da medida... o que é uma inverdade...

ele se articulou e se mobilizou para botar em votacao... mas quem favoreceu a $inhá midia mesmo foi o congresso nacional...

Renato Couto disse...

Olha que volta e meia eu falava (aqui no Rio), (...)do Aécio não se escuta nada de ruim (...), pois não é que agora, vejo que ele é o nosso Garotinho, só que com mais pedigree.

Renato Couto
www.seumlertabom.blogspot.com

Rafael Minoro disse...

oi clarice.
sou repórter do portal vermelho.
publiquei uma entrevista com o daniel.
se interessar republicar no blog...
segue link: http://www.vermelho.org.br/base.asp?texto=39179

abraços.
rafael minoro